Nós e o lago

Atualizado: Jul 9

Eu sempre tive uma fascinação diferente por água. Sou daquelas pessoas que amam ficar de frente pro mar sem fazer nada, por horas. Seja embaixo de um guarda-sol olhando o movimento das ondas, seja de frente pra uma cachoeira. Ou mesmo nos momentos em que eu tive que improvisar com um bebê pequeno dentro de um apartamento: uma tina de água na área de serviço e pronto, já estávamos resolvidos por um bom tempo.



O lago do Voador veio pra mim como um grande abraço, um local em que eu posso ir em qualquer estação, que eu sei que me sentirei em casa. Desde a primeira vez em que eu fiz aquela curva, passei pelo pórtico, eu me senti entrando num cenário de filme cuidadosamente desenhado pra gente pensar que está no paraíso - e eu nunca mais me esqueci daquela sensação. Uma sensação que volta pra mim a cada vez que eu entro no Voador. Me sinto chegando no final do arco-íris ao ver aquele lago ali, esperando por mim. É como a sensação de estar sendo presenteado com algo que você gosta muito, sabe como é? Pra mim, parece que ali posso relaxar e me sentir protegida.